Veganismo – O que é?

É um “movimento”, uma ideologia, um estilo de vida que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade.

Por questões éticas, os veganos “lutam” pelos direitos dos animais não humanos e são contra qualquer tipo de exploração dos mesmos, além de adotarem uma dieta estritamente vegetariana (sem carnes e derivados, frutos do mar, ovos, ovas, mel, gelatina, cartilagens, leite e qualquer derivado do leite). Veganos também não usam roupas (de couro, seda, lã), cosméticos, jóias e materiais de higiene e limpeza, que tenham ingredientes de origem animal ou que tenham sido testadas nos mesmos.

Veganos são contra o uso de animais para entretenimento em circos, parques aquáticos, rodeios, vaquejadas e touradas e boicotam zoológicos, além de não praticarem nenhum tipo de caça ou pesca.

Os veganos também condenam o uso de animais para o trabalho, o confinamento e a vivissecção (dissecção de animais vivos para estudo de anatomia – comumente feito em rãs nas escolas).

O Movimento nasceu em 1944 com um pequeno grupo de dissidentes da Sociedade Vegetariana Inglesa, liderado por Donald Watson, um Professor de Carpintaria que fundou a The Vegan Society e foi também o criador da palavra “vegan” – em Português “vegano”.

“Podemos ver claramente que a nossa civilização atual é construída sobre a exploração dos animais, assim como as civilizações passadas foram construídas sobre a exploração dos escravos. Acreditamos que o destino espiritual do homem é tal que, com o tempo ele verá com repulsa a ideia de que os homens alimentaram-se com produtos dos corpos dos animais” (Donald Watson – 02/09/1910 – 16/11/2005)