Tabata Iglesias

Polícia Vegana

Quem nunca ouviu falar na polícia vegana? Esse termo refere-se aos veganos que militam de uma forma opressiva e agressiva em relação ao veganismo alheio. A polícia vegana atua basicamente em apontar o dedo para práticas que sejam diferentes das suas, como por exemplo: usar produtos que tenham formula estritamente vegetariana, mas  que foram produzidos por grandes empresas que, obviamente, não são veganas.

Com os principiantes no movimento vegano não é nada diferente. Aliás, a ‘autuação’ é feita de maneira grosseira e totalmente livre de empatia, sem analisar o contexto e a vida que a pessoa começando nesse universo está inserida. Sem levar em consideração também, que alguém no inicio da sua jornada vegana, não dispõe dos mesmos privilégios que um “veterano” tem.

Ações como essa enfraquecem o movimento e torna o veganismo um estilo de vida inacessível a todas as classes sociais. Sem mencionar que no final das contas, ainda corremos o risco de sermos taxados de especistas, pois, enxergamos as necessidades de direitos somente dos animais não humanos, e descartamos totalmente a empatia que deveria ser destinada também ao nosso semelhante.

Desmerecer uma pessoa que esteja tentando buscar uma vida livre de exploração animal apenas porque em sua cidade, ela não tem acesso a detergentes ou pastas de dente exclusivamente veganas, não ajuda em nada os animais.  Fora que essa mesma pessoa que milita de maneira opressiva, não reconhece sua própria hipocrisia, como por exemplo, o fato que ela faz compras inteiramente veganas em um mercado que contenha um açougue. Sobre isso não falamos, não é mesmo?

Infelizmente não moramos em um ambiente e muito menos em um mundo vegano. Devemos sempre levar ao pé da letra aquela definição de veganismo simples que está sempre de fácil acesso no google:  “ veganismo é um movimento que busca excluir na medida do possível e praticável qualquer insumo ou produto que contenha ingredientes ou testes em animais”  .

Devemos usar os nossos privilégios para aquecer o mercado a oferecer cada vez mais opções veganas, e lutar para que nos livremos de uma vez por todas de testes em animais no mundo todo! Respeitando os animais, sendo mais empáticos com os seres humanos e usando nosso conhecimento para educar com amor e carinho, e não com grosserias!

Ser educado e civilizado com todos, fará com que esse movimento tão nobre, se torne cada vez maior e de mais fácil acesso a todos! Isso sim ajudará os animais a serem livres de verdade.

Seja gentil.

Tabata Iglesias
instagram.com/maternidadevegana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *