Blog Veganistas

Mas Afinal, é Caro ser Vegano?

Pode admitir, se você não é vegetariano,  acredita que para seguir essa dieta tenha que começar a desembolsar mais dinheiro nas compras mensais. Essa ideia vem da crença que a base da dieta vegetariana é formada por alimentos “especiais” ou até “gourmets”, daqueles que encontramos em lojas de produtos naturais ou de importados e que não fazem parte da mesa típica do brasileiro, ou então que cada produto de origem animal tenha que ser substituído por outro idêntico mas de origem vegetal. Essa ideia tão antiga e ainda tão presente não poderia estar mais equivocada.

Uma dieta vegetariana de qualidade é acessível, e muito. Legumes, verduras, grãos e frutas têm preço baixo, mais baratos do que produtos industrializados, são facilmente encontrados e muito versáteis. Existe uma infinidade de receitas que requerem apenas ingredientes vegetais com tempos e dificuldades de preparo diferentes, permitindo que você escolha as que melhor se encaixam ao seu bolso, cotidiano e às suas habilidades culinárias.

Nem só de “substitutos’’ vivem os vegetarianos

Carnes e queijos vegetais são uma alternativa fantástica para quem quer abandonar os produtos de origem animal mas está acostumado a consumi-los. Com o nítido crescimento do vegetarianismo em nossa sociedade, há cada vez mais produtos disponíveis no mercado a preços cada vez mais baixos. Entretanto, industrializados sempre acabam saindo mais caros que produtos naturais e, às vezes carnes e queijos vegetais podem acabar ultrapassando o orçamento. Pois bem, saiba que com o passar do tempo esses substitutos se tornarão menos necessários a medida que você se torna mais adaptado e feliz com a escolha vegetariana. Enquanto isso, há várias formas mais baratas e mais nutritivas de preencher o “vazio” momentâneo que sentimos ao fazer uma mudança de hábitos. Por exemplo, almôndegas e hambúrgueres de diversos grãos e leguminosas, uma infinidade de queijos caseiros de batata, mandioca, castanhas, que saem por bem menos da metade do preço dos comprados prontos, além de mais saudáveis e gostosos.

Conheça novos sabores

Crescemos acostumados a um padrão de refeição normalmente composta de arroz, feijão, alguma carne ou ovo e os legumes são o acompanhamento deixados ali no cantinho do prato. Aqui, os vegetais se tonam o prato principal e então abrimos os olhos (e o paladar) para uma infinidade de alimentos que até então conhecíamos, mas não dávamos a merecida atenção. Grãos, folhas, cereais, raízes, sementes, castanhas, frutas, cogumelos. A dieta vegetariana possui milhares de alimentos coloridos, deliciosos e ricos em vitaminas e proteínas. Todos esses alimentos podem ser encontrados em feiras, hortifrutis e zonas cerealistas a preços muito inferiores aos da maioria dos produtos de origem animal. Permita-se conhecer e experimentar alimentos mais simples, mais frescos, sem rótulos ou embalagens.

Faça o simples

Lembra do primeiro parágrafo, quando falamos de alimentos “gourmet”? Como não se deixar assustar por eles:

É comum ficarmos perdidos com os ingredientes ao vermos algumas receitas ou programas de culinária saudável. Isso porque uma alimentação saudável acaba atraindo muitas pessoas para a alimentação vegetariana, mas para ser saudável e vegetariano você não precisa do sal rosa do Himalaia, óleo de gergelim, macadâmias, cogumelo paris, nem mesmo do tofu. Ingredientes básicos e acessíveis, encontrados em qualquer mercado, são mais que suficientes para um menu variado, sem a necessidade de qualquer ingrediente de luxo.

Mãos na massa

Qualquer que seja a dieta, em qualquer lugar, produtos industrializados são mais caros. Pagamos pela mão de obra, embalagem, transporte, aditivos químicos e, por fim, o ingrediente. Por que não pular direto para o ingrediente? É mais saudável e mais barato e, colocando a mão na massa, podemos fazer todos os outros produtos encontrados nas prateleiras do nosso jeito.

 

Bom apetite e muita saúde pra você.

Abraço, Juliana.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *