Mariana Zanete

Beleza orgânica e sem crueldade

 

Confesso que foi um prazeroso desafio escrever minha primeira coluna para esta plataforma. Primeiramente pela “responsa” de colaborar à altura com esse projeto tão incrível que proporciona tanta troca de ideias, informações, opiniões e energia! E em segundo lugar, porque é a primeira vez que eu escrevo publicamente um texto que não tem (FULANO et al, 1900) no fim dos parágrafos. #desabafo

Abordarei assuntos relacionados à cosmética e suas vertentes. Minha intenção é esclarecer alguns pontos sobre cosméticos e contribuir com a sua autonomia para ler um rótulo, entender o que está escrito e poder escolher usar ou não. Há inúmeros componentes químicos desconhecidos e saber um pouco mais sobre esses nomes “quimicamente-difíceis” e suas reais procedências nos ajudarão a não consumir artigos tóxicos, cancerígenos e nem de origem animal. Tem muita pegadinha por aí!

Mas, começando-do-começo, a cosmética sempre foi alvo de muita relevância e atração desde que o mundo é mundo! Dos primórdios até o presente, utilizamos matérias-primas naturais ou sintéticas para nos adornarmos por infinitas razões! Contudo, nem sempre escolhemos o que é melhor para nossa saúde e o excesso de vaidade cuidado é outro contraponto!

Em algum momento nos perdemos no caos do sintético, do abiótico e isto foi eleito como o novo “NORMAL”. A vaidade virou o antônimo do limite. Segundo o senso de 2016 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) o número de cirurgias plásticas e procedimentos estéticos invasivos cresceu 390% desde 2014. Instituiu-se um culto doentio à beleza plástica e isso nos afeta em níveis conscientes e inconscientes, sem falar em toda a energia desperdiçada apenas com o que é visível aos olhos físicos.

Todo esse estilo de vida é totalmente antinatural para o corpo, mente e alma. Quimicamente falando, SOMOS ORGÂNICOS! Em todos os níveis de existência! O bio, o puro, o assimétrico, o simples, o natural é o fluxo energético que passa por nós. Ao lidar com substâncias não artificiais é imediata e notável a resposta que se obtém.

Alergias, coceiras, vermelhidões, manchas sem aparentes explicações são algumas das primeiras reações que o corpo nos dá para mostrar que algo está errado. Sendo a pele o órgão mais visível, é através dela que podemos deduzir como nos encontramos por dentro e temos a sorte do nosso organismo ser inteligente o bastante para se comunicar conosco. Basta observar os avisos.

A cosmetologia, mais especificamente a BIOcosmetologia, é um dos meios pelo qual podemos resgatar uma parcela da saúde física e mental, através de matéria-prima vegetal, natural, crua e integral. Argilas, manteigas e óleos vegetais podem gerar incríveis desodorantes, esfoliantes, hidratantes, pomadas, sabonetes, shampoos e uma infinidade de produtos. É uma fascinante alquimia onde há uma extensa gama de insumos de fácil acesso que podem ser utilizados!

Como exemplo, temos os óleos essenciais que, por meio da aromaterapia, tratam os corpos – físico e metafísico- em múltiplos aspectos. Ao serem absorvidos pela pele ou inalados, passam para o sistema circulatório transmitindo sinais para o sistema nervoso e límbico (unidade responsável pelas emoções). Por essa razão, um aroma pode ser tão marcante e pode surtir efeito no estado mental, emocional e psicológico.

Outra matéria prima de fácil acesso são as plantas – ervas, flores e a babosa – que são riquíssimas em propriedades fitoterápicas e medicinais. Se analisarmos a farmacologia vegetal, as plantas contêm uma enorme variedade de substâncias químicas, tais como: sais inorgânicos, açúcares, proteínas e até alcaloides altamente complexos. Desta maneira, levando em consideração um contexto mais holístico, há uma permuta sinergética, um processo totalmente integrado de cura e harmonização do interno com o externo.

A bioquímica não é apenas um conglomerado de reações químicas, mas também de mudanças de estado vibracional. Atividades em consonância com a natureza reverberam em um processo ecologicamente integrado de limpeza e cura, harmonizando as energias vitais. A recuperação e preservação da vitalidade na íntegra é uma fusão de boa alimentação, ingestão de água, exposição solar sadia, exercícios físicos e mente sã. O uso de produtos que colaborem com o equilíbrio físico sem contaminar o corpo e o meio que vivemos acabará sendo uma consequência de posteriores escolhas.

Expandindo a percepção de saúde e de tratamentos é possível ter uma beleza totalmente a base de plantas. É possível ter a pele totalmente nutrida através de chás, coações e macerações. É possível ter cabelos, unhas e pele devidamente hidratados e bem tratados somente com ervas, argilas, óleos essenciais, manteigas e óleos vegetais. Será mais trabalhoso? No começo, sim. Mas ao habituar-se com um novo tipo de cuidado você sentirá o toque da pele de maneira singular, o cabelo transformado e a percepção dos outros aspectos físicos se reavivam. O corpo estará sadio, limpo, renovado e um processo de desintoxicação se inicia.

O mais importante de tudo é reinventar, reinterpretar, refazer, recriar padrões de beleza e de saúde! Rejuvenescer a “carcaça” não altera o destino final. Transmute o ritmo interno e identifique-se de outra forma com o seu externo. Aceitar-se sem comparações é difícil, mas é libertador! Novos raciocínios e conceitos surgem quando emergem novos estados de consciência e tudo há de surgir porque tudo está em nós!

Receita Caseira: Máscara de Bicarbonato de Sódio

Ingredientes:

– 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio

– 8 gotas de água filtrada ou de algum chá de sua preferência

Obs.: Podem ser mais ou menos gotas, o importante é formar uma pastinha que não escorra ao passar o no rosto.

Como usar: Duas vezes na semana, antes do banho, passe essa mistura na pele seca e faça movimentos circulares por todo o rosto por uns 2 minutos. Evite ao redor dos olhos.

Enxague bem para sair toda a máscara e o gostinho de “salgado”.

Por que funciona? O bicarbonato de sódio possui um pH elevado (básico) e impede a formação de um ambiente propício para o desenvolvimento de microrganismo. Uma leve esfoliação ajuda a abrir os poros, limpa todas as camadas subcutâneas e promove a eliminação de toxinas. Essa máscara pode ser utilizada em todos os tipos de pele, mas a pele acneica será a mais beneficiada.

Nós falamos em breve!

Mari Zanete
instagram.com/zocamari

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *